Aposentado das quadras, Falcão cogita retorno à Seleção de futsal como técnico ou gestor no futuro

Aposentado das quadras desde o fim do ano passado, Falcão tem tido uma rotina agitada. O dia a dia do craque do futsal é dividido entre eventos dentro e fora do Brasil e jogos festivos. Por enquanto, a cabeça dele está focada em cumprir com esses compromissos. Mas, no futuro, cogita retornar à seleção brasileira de futsal. Não como atleta. Mas, sim, como técnico ou dirigente.

“Tem muita coisa minha acontecendo fora do Brasil, isso vem tomando bastante o meu tempo. Se eu fosse fazer alguma coisa, seria dentro da Seleção Brasileira, que é uma coisa mais esporádica. Mas claro, tem que ter abertura de lá, tem que ter o convite de lá, uma série de coisas. Nesses dois próximos anos, realmente eu não tenho tempo para nada, nem para pensar nisso. Mas a Seleção, no futuro, fazer parte de alguma forma, ou como treinador, ou como gestor, ou como diretor, isso faz parte dos meus planos, sim”, disse Falcão.

Cabeça após aposentadoria

“Totalmente tranquila, tanto que até estava falando com os meus escritórios para encerrar qualquer tipo de evento até dezembro, que eu não tenho mais nada para nada, e 50% dos eventos que eu faço é jogando. A rotina está bem cansativa, acima do que eu esperava, foi uma escolha minha. Então, sinceramente, se você me perguntar se eu sinto falta, não deu nem tempo de pensar nisso ainda até porque boa parte dos meus eventos é jogando, então a gente consegue suprir um pouquinho brincando de vez em quando”.

Informações: GE

Foto: Ricardo Artifon/CBF

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *