Em solo estrangeiro, Brasil empata em 0 a 0 com a Argentina

Ainda não foi desta vez que Falcão marcou o seu gol de número 400 com a camisa da seleção brasileira de futsal. Depois de balançar as redes duas vezes na goleada por 8 a 2 sobre a Argentina da última terça-feira, em Manaus, o camisa 12 não conseguiu vazar a defesa hermana neste sábado em San Juan, Argentina – os times empataram em 0 a 0. Neste domingo, às 21h15, Brasil e Argentina fazem o último amistoso da série de quatro jogos entre as duas seleções. A partida será novamente em San Juan.

O jogo

O jogo começou truncado com poucas chances. Mais presente na quadra de ataque, a Argentina assustou com Stazzone aos oito minutos. O Brasil teve a sua primeira chance aos dez. Em jogada de contra-ataque, Falcão ficou livre, mas concluiu por cima da meta ao tentar encobrir o goleiro Farach.

Aos 15, foi a vez de Santos invadir a área brasileira e finalizar rente ao poste. Pouco depois, Gian Wolverine fez defesa espetacular evitando o gol de Basile. O Brasil só voltou a assustar no minuto final. Após passe de Neguinho, Bruno bateu de média distância, e a bola triscou a trave.

O segundo tempo começou com Menzeguez criando boa chance para a Argentina. O Brasil respondeu quando Rodrigo serviu Bruno, que tocou para fora. Aos quatro, Santos teve a melhor oportunidade do jogo até então. Após ver Gian Wolverine deixar o gol, o jogador argentino tocou rasteiro, e Falcão tirou quase em cima da linha. Aos cinco, Rodrigo colocou Farach para trabalhar após finalização da entrada da área. Segundos depois, Wolverine fez defesa espetacular em chute de Santos.

O jogo seguiu movimentado pelos minutos seguintes. Com Leandro Lino e Marcel em quadra, o Brasil passou a criar mais oportunidades. Aos nove, Marcel arriscou de longe, e Farach foi buscar no ângulo. Três minutos depois, Vaporaki arrancou em velocidade e bateu rasteiro. Gian tirou com o pé.

Aos 17, Farach viu Gian adiantado e chutou de longe. O goleiro brasileiro deu dois passos para trás e desviou para escanteio. Mesmo com as duas seleções buscando o gol, o placar seguiu zerado até o fim. Em sua última chance para marcar o gol 400, Falcão cobrou falta da entrada da área, e Farach apareceu para estragar a festa do camisa 12. Nos segundos derradeiros, Leandro Lino ainda carimbou o travessão para alívio da torcida argentina presente em San Juan.

Foto: Divulgação/AFA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *