“Onde tudo começou”: dúvida entre o futebol de salão e o de campo

Tradicionalmente às sexta-feiras a série “Onde tudo começou” conta as histórias de ex-salonistas que marcaram época no futebol de salão, hoje traremos um pouco mais da história do ex-jogador Amarildo, que teve passagens por Banespa, Palmeiras e atuava na ala-esquerda. Filho do famoso jogador de futebol Pinga e seu irmão Ziza também foi um jogador de destaque no futebol.

Equipe campeã da Taça Continental de Clubes. Ramon, Jacó, Amarildo, Fabinho e Zego. (Foto: arquivo pessoal)

Aposentando, Amarildo está com 66 anos e reside na capital paulista. Em seu currículo de títulos, conquistou o Campeão Brasileiro de 1970, Campeonato Paulista de 71,  Campeonato Estadual de 74, Campeonato Brasileiro Juvenil de 1970, Metropolitano Principal em 71. , Campeonato Estadual de 1975, Campeão Paulista de 76 e Campeão da Taça Continental em 81.

Amarildo, com a camisa da seleção paulista, é o terceiro agachado, da esquerda para à direita. (Foto: arquivo pessoal)

Como morava perto do Clube Banespa, e comparecia com frequência ao clube para assistir aos jogos da época, se interessou pela modalidade e logo se aventurou nas quadras. Entre Banespa e Palmeiras, Amarildo atuou de 1967 à 1980 no Banespa e já no clube Alviverde jogou entre 1981 e 1985.

Na época, o ex-ala dividia seu tempo de esportista com a de funcionário em uma empresa multinacional.

Em 76, Amarildo deu uma entrevista para o jornal Gazeta Esportiva, e contou detalhes sobre a sua trajetória no esporte e, o que grande parte dos expectadores da modalidade não sabem, é que Amarildo ficou na dúvida se deixava o futebol de salão e migrava para o futebol de campo, quando foi convocado para defender a seleção amadora no Torneio Pré-Olímpico daquele ano, disputado em Recife e Salvador. Confira a entrevista:

Amarildo acabou sendo cortado da relação de jogadores que fez parte do torneio. Foto: arquivo pessoal

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *