ONDE TUDO COMEÇOU: Ernestinho o talento de Jundiaí e na história do futsal

O espaço para grandes histórias e craques inesquecíveis do futsal paulista e brasileiro.
Hoje, 30, um pouco de João Ernesto Chiorlin, o Ernestinho de Jundiaí.

Ficha Técnica:

Nome – João Ernesto Chiorlin
Idade em 2020 – 76 anos
Posição – Ala
Natural de Jundiaí

O início

O começo da vida de Ernestinho no Futsal foi a partir de 1962, defendendo o Colégio Rosa de Jundiaí.

Conciliava a carreira de atleta com a profissão de representante comercial em Jundiaí.

Foi motivado pelo irmão e pela família, e é claro, o talento com a bola nos pés o fizeram ter a “facilidade” para jogar.

Clubes que defendeu

Foram 17 anos jogando em alto nível e com passagens inesquecíveis nas quadras.

Depois do time da escola, na sequência vestiu as camisas do Clube da Fonte (1962 a 1964), Seleção de Jundiaí, Unidos Clube (foram três períodos), Sociedade Esportiva Palmeiras (1965), Seleção Paulista (1965), Seleção Brasileira, Gebran, Cosmar Futsal, C.A. Ypiranga  e Grêmio Silvio Morando de Jundiaí.

E foi com a Morando que Ernestinho encerrou a carreira como jogador de futsal.

Títulos conquistados

Um grande vencedor, e está na galeria de jogadores que mais títulos conquistou jogando futsal no interior do Estado de São Paulo.

Confira:

– Campeão dos Jogos Regionais – Seleção de Jundiaí
– Bicampeão Paulista Juvenil
– Campeão Estudantil
– Campeão da Taça Cidade (Unidos)
– Bicampeão Metropolitano (Palmeiras 1965)
– Bicampeão Sul-Americano (Palmeiras 1965)
– Campeão do Estado (Palmeiras 1967)
– Campeão Estadual Veteranos (Cosmar 1975)
– Bicampeão do Torneio Marechal Rondon (Gebran 1973 e 74)

Além destas conquistas, levantou vários títulos com equipes de Jundiaí, nos campeonatos da cidade

O Futsal e o reconhecimento que falta

“O futsal é a minha vida, tudo passou pelas quadras. Acho que realmente falta a questão de tornar a modalidade um esporte olímpico. Temos tudo nas mãos, e hoje o futsal é praticado no mundo todo. Seria um sonho”, destacou Ernesto.

 

Situação curiosa como jogador

“ Uma viagem da S E Palmeiras para Curitiba, e na chegada, descendo do ônibus, o Airton Tobias, o nosso grande craque, era o centro das atenções e toda a imprensa queria falar com ele. O Airton foi convidado para uma entrevista e sempre tinha a sua tirada.  Ele ligou para o repórter avisando que estaria de boné branco. Pouco depois, desceu para e avisou o repórter que o Airton estava chegando e que queria estaria com um boné branco. Aí, lá foi eu com o meu boné branco e veio a imprensa pra cima fazendo perguntas como se eu fosse o Airton, e ele disfarçado perto do repórter. Foi muito engraçado, mas constrangedor, e isso era próprio dele, aprontar, mas ficou tudo resolvido após uma bronca no hotel do  diretor Miguel Mazi Neto”.

O Gancho

Ernesto, também conhecido entre os amigos como “Gancho”, nasceu em 24 de novembro de 1944, portanto em 2020, completa 76 anos.

Jogou nos principais times de Jundiaí, nos tempos dourados da modalidade na terra da Uva.

Atualmente, João Ernesto Chiorlin comanda a Liga Jundiaiense de Futsal, a entidade que administra a modalidade em Jundiai.

João Ernesto Chiorlin, o Ernestinho, a fera nas quadras e “ONDE TUDO COMEÇOU”.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *