“ONDE TUDO COMEÇOU”: “Gostava de futebol de campo, mas treinava e jogava poucos minutos, no final do ano desisti e priorizei o salão”

Ex-pivo, o homenageado desta sexta-feira do “Onde tudo começou” é Plinio Roberto Fontana Júnior, 60 anos, natural de São Paulo, mora no bairro Vila Olímpia na capital paulista, e atua a mais de 36 anos como Engenheiro Cívil, confira:

INÍCIO
Plinio nos contou um pouco do seu início de carreira no futebol da bola pesada, atuando como Pivô.

“Joguei no Dente de Leite do S.E Palmeiras em 1974, gostava de futebol de campo, mas treinava e jogava poucos minutos, no final do ano desisti e acabei dando prioridade ao salão, quando fomos para o Círculo, podíamos frequentar o clube como militante e isso foi excelente, pois minha realidade não era aquela. O salão me proporcionou boas amizades que preservo até hoje, além das atividades físicas e técnicas que fazíamos”, contou o ex-pivo.

 

TÍTULOS
– Torneio Início Infanto juvenil (1975)
– Vice estadual juvenil (1977)
– Campeão Copa Morena, Mato Grosso (1984)
– Campeão torneio
Independência (1985)
– Bi-Campeão do Cruzeirão (1985 e 1986)
– Campeão Cidade de São Paulo (1986)

TÍTULOS INDIVIDUAIS
* Atleta Símbolo de Todas Categorias do Círculo Militar (1976)
* Tênis de Ouro (1976)
* Seleção Paulista Universitária (1982)

TIMES
– CJ 14
– General Motors (GM)
– Círculo Militar
– Wanel
– Eternit
– S.C Corinthians Paulista

FORA DAS QUADRAS
O Ex-pivo assim como muitos outros atletas do futsal, dividiam a vida do esporte com outros empregos e com os estudos.

“Fui entregador de aviso, na época entregava “IPTU”, depois fiz estágios na área de engenharia e depois de formado fui trabalhar com obras e houve uma época que também atuei na área Judicial” contou Plinio.

PERSPECTIVA NO ESPORTE
“Precisamos de uma força maior na política, com pessoas comprometidas e honestas, entendo que hoje a Federação está no caminho certo” contou o ex-pivo.

HISTÓRIAS
“Em uma viagem para Curitiba, no hotel, mandaram cenouras para o nosso treinador e colocaram um cartão com o meu nome assinado, todos foram chamados e acabou em risada”, finalizou o ex-pivo Plinio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *