“Craques dentro e fora das quadras” é a série que vai trazer os bastidores do futsal de base feminino

Para toda carreira de um jogador de futsal, antes dele chegar à equipe principal, é preciso passar por algumas fases de sua vida de acordo com a sua idade. A cada ano que ele vai ficando mais velho, ganhando mais experiência, vai subindo de categoria em seu respectivo clube. Se imaginarmos uma pirâmide, a figura geométrica vai se afunilando até chegar ao topo, o lugar mais próximo de "alcançar o sol."

Chegar o mais alto possível na carreira de um jogador é alcançar a categoria adulta, representar o clube nos principais torneios do país e do mundo e, ir mais além: defender as cores pela seleção do seu país.

O futsal masculino no Brasil ganhou a sua porta de entrada frente ao público não só em território nacional, mas também internacional. Ao longo dos anos, diversos nomes foram aparecendo e dando um verdadeiro show nas quadras: Falcão, Manoel Tobias, Lenísio, Schummacher entre muitos outros. O prêmio de melhor jogador do mundo, por exemplo,  já aterrissou em solo brasileiro, com Falcão (4x) e Manoel Tobias.

Em 2012, a Seleção Brasileira foi campeã da Copa do Mundo após derrotar a Espanha . Foto: AFP

No futsal feminino também não ficamos para trás. Amandinha foi eleita recentemente a melhor jogadora de futsal do mundo pela quarta vez. Contudo, para todos esses atletas, antes do sucesso veio o aprendizado e maturidade ano após ano atuando nas categorias de base, é durante esse processo que ele é moldado para enfrentar os obstáculos e aprender os macetes desse esporte.

Com apenas 23 anos, Amandinha foi eleita melhor do mundo nos últimos quatro anos. Foto: Divulgação

Sabendo dessa importância, em um período de quatro sextas-feiras, à começar por hoje, traremos uma série de reportagens especiais sobre as categorias de base do futsal feminino, entrevistando personagens que respiram esse universo e agregam veementemente tanto para o desenvolvimento de uma atleta em quadra quanto fora dela.

Os representantes  - coordenadores, técnicos e jogadoras -  de Corinthians/Tiger, DVS São José, Taboão da Serra e do Futsal Taubaté, clubes participantes de campeonatos de base organizados pela FPFS, serão os protagonistas e falarão sobre:  planejamento de base; peneiras e participações em campeonatos; critérios considerados fundamentais para a escolha de uma atleta; envolvimento da jogadora com a educação (escola); e a importância do investimento na base.

Cada ser humano escolhe um caminho à seguir, quem opta pelo esporte, nesse caso o futsal, aprende a cada dia e a cada pé colocado em quadra, a importância dessa modalidade não só pela sua capacidade de passar emoção a quem à acompanha, mas também pela extrema competência de quem a respira e ajuda na construção de uma futura craque.

O primeiro clube a ser retratado no especial será o Corinthians/Tiger, o "Papa títulos". Aguarde.

*Até o momento dessa publicação, São Caetano Futsal e A.D. São Bernardo/A. Sabesp Feminino não se pronunciaram.